Com falta de chuvas Conab revisa aumento na produção mato-grossense de algodão

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou a estimativa da produção mato-grossense de algodão para a safra 2019/20. Até o início da colheita, o órgão projetava um aumento de 7%. Agora, aponta um crescimento de 9% em relação à safra anterior, com a produção total passando de 5 milhões de toneladas.

De acordo com a companhia, as condições climáticas estão sendo favoráveis à cultura do algodão no Estado. “A menor incidência de chuvas e o maior estresse hídrico têm contribuído para o bom resultado, pois não se observa, no atual ciclo, o apodrecimento do baixeiro do algodoeiro, a exemplo do ocorrido em safras recentes”.

Com as condições favoráveis, a companhia projeta um aumento de 2,2% a mais na produtividade mato-grossense, que deve chegar a uma média de 4.368 quilos por hectare. A Conab credita os resultados também aos “elevados investimentos empregados à cultura” e aponta, ainda, um aumento de 6,7% na área plantada, que, nesta safra, deve passar de 1,1 milhão de hectares.

O levantamento da companhia foi feito com base nos resultados alcançados até o final de julho, quando a colheita do algodão havia sido concluída em 38% da área plantada no Estado. Segundo dados mais atualizados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), até o dia 14 de agosto, Mato Grosso já colheu mais de 74% do algodão.

De acordo com a Conab, a produção total de algodão em pluma em Mato Grosso será de 2 milhões. Já a produção de caroço de algodão deverá chegar a 3 milhões.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *